Missão

Fazer a diferença na vida das pessoas, transformando o sistema de saúde, ampliando acesso de qualidade e sendo inspiração de gestão sustentável e de alta confiabilidade.

Aspiração

Ser a melhor organização de saúde para cuidar e ser cuidado, aprender e ensinar, porque todas as vidas importam.

Valores

Transparência, Respeito, Equidade, Justiça, Segurança, Compaixão.

Jeito de Ser

Cuidar de todas as pessoas;
Lugar de crescer juntos;
Vibrantes e positivamente intensos;
Superação com aprendizagem;
Melhor em ser melhor.

Modelo de Gestão

Situado na Zona Sul de São Paulo, o Hospital Municipal M´Boi Mirim – Dr. Moysés Deutsch foi idealizado e construído pela Prefeitura Municipal de São Paulo, sua mantenedora, com atendimento exclusivo à rede do SUS – Sistema Único de Saúde. Sua gestão é de responsabilidade da Organização Social de Saúde CEJAM (Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim) em parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein, juntos compõem o Comitê Técnico Gestor que estabelece diretrizes para a condução do hospital.

Neste modelo de gestão, há intensa preocupação com qualidade, gestão financeira e compartilhamento de melhores práticas assistenciais.

Humanização e Meio Ambiente

O projeto arquitetônico do Hospital buscou contemplar o conceito de atendimento humanizado e preocupação com a preservação do meio ambiente. Por isso, a área externa é pavimentada com peças intertravadas (pequenos blocos de concreto fixados entre camadas de pedrisco e areia), material que também foi utilizado nas calçadas externas e que permite a permeabilidade da água da chuva no solo.

A frente do Hospital foi revestida com brises (peças de concreto que formam quadrados de diferentes dimensões), responsáveis pela climatização interna.

Todos os andares têm amplas janelas nos quartos que contribuem para a entrada da iluminação natural na maior parte do dia. Janelas arredondadas nas extremidades também ajudam a iluminar naturalmente os corredores do Hospital.

Intermediando os blocos de cada pavimento, foram implantados jardins de inverno, protegidos por vidraças para impedir o contato com o ambiente hospitalar, preservando assim a segurança dos pacientes. Também foram plantadas nas áreas externas árvores de diferentes espécies nativas da mata da região, como quaresmeiras, miridibas, jacarandás caroba, cássia aleluia, pau-brasil, paineiras, ipês branco e amarelo do brejo, jequitibás, entre outras plantas.

Outro diferencial do Hospital M’Boi Mirim é a economia de energia. Numa área de 171 m², estão instaladas 100 placas para captação de energia solar, que produzem 127,8 quilowatts/mês. Energia essa que aquece parcialmente as caldeiras, compostas por três reservatórios, cada um com capacidade para 3.500 litros.

Estrutura do Hospital

O Hospital M´Boi Mirim em sua estrutura, possui área total construída de 27 mil m² distribuídos em cinco pavimentos e 240 leitos.

Os leitos estão distribuídos em: 20 Leitos de UTI Adulto, 10 Leitos de UTI Pediátrica, 10 Leitos de UTI Neonatal, 22 Leitos de UCIN, 30 Leitos de Pediatria, 48 Leitos de Ginecologia e Obstetrícia, 10 Leitos de Psiquiatria, 44 Leitos de Clinica Médica e 46 Leitos de Clinica Cirúrgica e Ortopédica.

O Hospital conta com 2.116 colaboradores diretos (Maio/2020), com 901 moradores da região do M’Boi Mirim, representando 42,58% do quadro de colaboradores.

O hospital é um importante empregador da região, gerando oportunidades de desenvolvimento e crescimento profissional.